Jacob Nielsen estuda os e-books


O guru da usabilidade invade a era dos leitores de livro
O guru da usabilidade invade a era dos leitores de livro

Quando o assunto é usabilidade, o nome é Jacob Nielsen. Um dos mais respeitados estudiosos sobre o assunto no mundo disponibilizou esta semana parte de sua pesquisa sobre velocidade de leitura no Ipad e no Kindle. Autor de importantes e reconhecidos livros sobre usabilidade, ele resolveu pesquisar os leitores de livros digitais, o famigerado mercado dos e-books.

O objetivo era comparar a velocidade de leitura entre o Ipad, o Kindle, os livros impressos e a tela de um computador. Para tanto, foram escolhidos textos lineares, exatamente para que se pudesse testar uma leitura que fosse a mais próxima de um livro convencional. Os participantes aprenderam como utilizar o equipamento antes do início dos testes para não influir no tempo gasto com a leitura.

Foram feitos testes de leitura com cada usuário nas quatro condições: livro impresso, computador, Ipad e Kindle. Em cada um dos dispositivos, os usuários fizeram a leitura de um conto de Ernest Hemingway. Este autor foi escolhido, segundo Nielsen, porque tem uma leitura agradável e fácil. Em média, as histórias levaram 17 minutos e 20 segundos para serem lidas. Um tempo inferior ao que as pessoas passam lendo textos em papel, mas muito superior ao tempo dispensado frente ao computador para a leitura de textos.

Os usuários informaram ainda que o tempo de 17 minutos foi mais do que suficiente para se sentirem imersos na história. Depois da leitura, os participantes foram submetidos a um questionário para observar se os textos tinham sido bem compreendidos. Isso serviu para garantir que teriam lido todas as histórias com atenção. Para a leitura na tela do computador, foi simulado um ambiente de trabalho, com mesa e cadeira de escritório. Para os outros suportes, foram disponibilizadas confortáveis poltronas.

Foram 32 usuários, cinco para o teste-piloto e 27 para o estudo principal. Desses 27,  três foram descartados por falhas na medição. Com isso, foram para o teste final, 24 usuários.

Resultado

A leitura no livro em papel foi mais rápida que nos formatos digitais.  O tempo de leitura no Ipad foi 6,2% inferior ao do livro impresso, enquanto o Kindle foi 10,7% mais lento. Segundo os pesquisadores, a diferença entre os dois dispositivos não foi estatisticamente significativa devido à variabilidade elevada dos dados coletados. Portanto, os estudos preliminares de Jacob Nielsen não podem concluir, com certeza, qual dispositivo oferece maior velocidade de leitura. De qualquer maneira, a diferença seria pequena. O que se pode afirmar é que os e-books não proporcionam uma leitura mais rápida que os livros impressos.

Nível de satisfação

Depois de utilizarem cada aparelho, os usuários foram avaliados quanto à sua satisfação em uma escala de 1 a 7, com sete sendo a melhor pontuação. O Ipad foi avaliado com nota 5,8. O Kindle obteve 5,7 e o livro impresso 5,6. O PC, no entanto, teve o menor índice de satisfação: 3,6 pontos.

Algumas queixas dos usuários eram previsíveis, como, por exemplo, o peso do Ipad e as letras cinzas do Kindle, que não ajudariam a leitura. As pessoas também não gostaram da falta de paginação verdadeira e preferiram a maneira como o Ipad indica a quantidade de texto à esquerda em cada capítulo do livro.

Outros comentários menos previsíveis também apareceram. Os usuários sentiram que a leitura do livro impresso foi mais relaxante do que a utilização de dispositivos eletrônicos. Outros usuários disseram que se sentiram menos confortáveis com o PC porque se lembraram do ambiente de trabalho.

Essa pesquisa chega em um momento muito oportuno e, de alguma maneira, serve para desmistificar o senso comum de que a leitura em livro impresso é algo insubstituível. A maior surpresa para mim foi a superior satisfação de leitura no Ipad frente ao Kindle. A tinta digital (e-ink) foi desenvolvida para trazer mais conforto visual e uma semelhança muito grande com a leitura em papel. O que se pode ver é que essa suposta qualidade de leitura chega a ser irrelevante frente a telas coloridas e refletivas do Ipad.

Agora é esperar que mais pesquisas sejam feitas, avaliadas e discutidas. O mercado deve trazer ainda mais novidades.  Esperamos que algumas busquem não só a tecnologia, mas a saúde visual e ergonômica de seus usuários.

E você? o que acha?

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s